Ana Maria Machado

Falar de Ana Maria Machado é ter em mente uma mulher premiada e reconhecida em todas as frentes em que atuou.

Nascida em Santa Tereza, no RJ, deu sua contribuição intelectual e artística como escritora, professora, jornalista e pintora.

Ao mesmo tempo em que cursava Letras Neolatinas na Faculdade Nacional de Filosofia na Universidade do Brasil, Ana Maria Machado estudou no Museu de Arte Moderna do RJ e no Moma de Nova Iorque.

Já seus estudos de pós-graduação aconteceram na UFRJ.

Depois de formada, Ana Maria Machado passou a lecionar disciplinas literárias na UFRJ e PUC-Rio, além de ensinar em colégios do RJ.

Porém, não foi apenas em terras brasileiras que contribuiu com conhecimento: foi professora na Sorbonne, em Paris, e na Universidade de Berkeley, Callifórnia, onde havia sido escritora residente.

Em 1970, foi para o exílio, mas levou consigo cópias de histórias infantis que estava escrevendo a pedido da revista Recreio.

Como jornalista, trabalhou na revista Elle em Paris, e no Serviço Brasileiro da BBC em Londres.

Nos veículos de comunicação brasileiros, deu sua contribuição no “Correio da Manhã”, “Jornal do Brasil”, “O Globo”, “Isto É”, “Veja”, além de chefiar por sete anos o departamento de jornalismo do Sistema Jornal do Brasil de Rádio.

Aos 18 anos, Ana Maria Machado, em parceria com duas sócias, criou e dirigiu a Malasartes, primeira livraria infantil do Brasil.

Ana Maria Machado exerce, há 35 anos, intenso trabalho de incentivo e fomento à leitura, ministrando consultorias e seminários da Unesco em diversos países, o que a levou a vice-presidência do IBBY.

Em 2003 tomou posse da cadeira nº 1 da ABL, instituição que presidiu entre os anos de 2012 e 2013.

Eleita em 1993 como hors concours dos prêmios da FNLIJ, Ana Maria Machado, em toda sua trajetória, foi muito premiada. O prêmio João de Barro foi concedido logo em sua estreia, pelo livro “História Meio ao Contrário”.

Entre tantas premiações, ainda podemos destacar 3 Prêmios Jabuti; o Casa de Las Americas, em Cuba; e o Prêmio Internacional José Marti.