Maria Firmina dos Reis foi a primeira romancista do Brasil, o que a consagrou na história da literatura brasileira. Seu livro Úrsula fala de amor e ódio, de escravidão e liberdade, através da história de amor de Úrsula e Tancredo. ...

A primeira mulher a integrar uma Ala de Compositores de Escola de Samba foi Ivone Lara, estando a frente da Império Serrano. Ela assina o samba-enredo considerado como um dos melhores de todos os tempos, Os Cinco Bailes da História do Rio. ...

Ana Maria Gonçalves nasceu em Ibiá, interior de MG, e foi lá que, ainda criança, começou a manifestar seu interesse pela literatura. Saiba mais sobre a autora do livro "Um defeito de cor", considerado por Millôr Fernandes como o melhor livro do século XXI e obra vencedora do Prêmio Casa de las Américas na categoria literatura brasileira. ...

Sônia Braga é uma atriz paranaense, naturalizada americana. Com uma vasta carreira, Sônia Braga iniciou sua trajetória artística ainda adolescente. Entre o período de 1976 e 81, atua em três grandes produções brasileiras: Dona Flor e Seus Dois Maridos, A Dama do Lotação e Eu te amo, sendo protagonista da telenovela Gabriela. ...

Com Os homens que eu tive, Trautman tornou-se a primeira diretora de cinema a filmar a partir de um ponto de vista estritamente feminino abordando a liberação do corpo da mulher. O potencial subversivo só foi identificado pela cineasta quando o filme já  estava pronto. ...

Maria Quitéria é considerada a heroína da Independência brasileira e a primeira mulher a lutar no Exército, exemplo do engajamento feminino na luta histórica. ...

Nascida em 1915, Virgínia Bicudo foi uma psicanalista e socióloga paulista. Filha de uma imigrante italiana e neta de escrava, Bicudo entrou para a história ao fundar o Grupo Psicanalista de São Paulo, além de ter publicado o primeiro projeto de pós-graduação brasileira sobre relações sócio raciais no país. ...

A United States Mint começou a produção das moedas do American Women Quarters Program nesta segunda-feira, 10/01/2022. As moedas de 25 centavos serão produzidas com a imagem de notáveis mulheres americanas. Neste trimestre a homenageada é a artista e escritora Maya Angelou, a primeira mulher negra a ser destaque em uma moeda americana. ...

Fernanda Young foi uma mulher singular e múltipla. Singular em suas particularidades, em sua originalidade. Múltipla, por explorar muitos de seus talentos e vocações: escritora, autora, desenhista, roteirista, jornalista, poeta, apresentadora, diretora e atriz. ...

Tata Amaral sempre foi encantada pelo mundo da sétima arte, mas foi apenas na adolescência que ela se descobriu cinéfila. Aos 16 anos de idade, devorava tudo que tinha em cartaz. A cineasta percebeu que retratar a realidade brasileira no cinema era possível quando assistiu ao filme “Rio, 40 Graus” e, hoje, tendo dirigido sete produções, a garotinha vislumbrada pelas ...

Clara Nunes foi uma renomada cantora, compositora e pesquisadora da música brasileira. Famosa por suas canções que exaltavam a cultura mestiça brasileira e sua voz que emocionava, Clara fez grande sucesso nacional e internacional. Recentemente, a cantora teve sua trajetória recontada através de suas entrevistas e encontros musicais, no documentário “Clara Estrela” (2018). ...

Júlia Lopes de Almeida foi uma escritora, cronista, teatróloga e abolicionista brasileira. Sua atuação teve grande importância, dentre outros fatores, pela idealização da Academia Brasileira de Letras. ...

Clementina de Jesus, reconhecida sambista e cantora fluminense, foi descoberta tardiamente aos 63 anos. Representante do elo cultural entre Brasil e África, Clementina gravou vários discos que mesclam religiosidade e tradição negra. Recentemente a sambista teve sua trajetória revisitada no documentário Clementina, de 2019. ...

Numa época não tão distante, mais precisamente em 1928, Alzira Soriano se candidatou à prefeita de uma cidade pequena do sertão nordestino e venceu. Sua eleição é um marco importante na história da emancipação política das mulheres, porque ocorreu quatro anos antes da aprovação do sufrágio feminino no Brasil, em 1932, com a promulgação do Código Eleitoral pelo presidente Getúlio ...

Lúcia Hiratsuka é uma prestigiada autora e ilustradora de livros infantis. ...

Eliane Potiguara é a representação de uma voz que rompe com a narrativa dominante. É escritora, professora, ativista e empreendedora indígena. Nasceu no Rio de Janeiro, em 1950, com o nome de batismo Eliane Lima dos Santos. ...

O documentário CAROLINA conta a trajetória da escritora Carolina Maria de Jesus, catadora de papel que virou sucesso editorial nos anos 60 e, desde então, tem inspirado escritores e artistas contemporâneos, como Ruth de Souza, Zezé Motta e Conceição Evaristo. ...

Anastácia era uma mulher negra escravizada, que atuava como curandeira, ajudando os doentes com suas mãos milagrosas. Sua beleza despertou o interesse de senhores de escravos, por resistir, foi silenciada com uma máscara de ferro. ...

Ruth de Souza ficou conhecida como a primeira dama negra do teatro, do cinema e da televisão do Brasil. ...

Narcisa Amália foi uma poetisa, escritora e jornalista brasileira. Reconhecida como a primeira mulher a trabalhar como jornalista profissional no Brasil, Narcisa era movida por forte sensibilidade social. ...

A contribuição de Branca Moreira Alves para o movimento feminista no Brasil vai além das obras de sua autoria que discorrem sobre feminismo e as transformações sociais pelas quais o país passou ainda nos anos de chumbo. Sua história de vida está atrelada às pesquisas e trabalhos desenvolvidos na temática de gênero. ...

Poeta com formação em geografia, Marcia Kambeba nasceu em uma aldeia ticuna, onde viveu até os oito anos. Atualmente, Marcia Kambeba escreve poemas, contos, resenhas, ensaios e críticas sobre a luta das mulheres indígenas. ...

Ana Maria Portinho Magalhães é uma atriz, diretora, produtora e roteirista brasileira de grande renome. ...

Stella Maris Rezende é escritora, atriz, desenhista, cantora e mestre em literatura brasileira. ...

Heloísa Pires Lima é escritora, editora, educadora e pesquisadora nas áreas de História e Antropologia. ...

A intensidade e paixão fazem parte de quem tem o dom de trabalhar com a sétima arte. Lucy Barreta é exemplo disso! Produtora brasileira, desde muito cedo esteve familiarizada com a arte e principalmente com o cinema brasileiro. ...