Grandes epidemias e pandemias marcaram a história da humanidade e dizimaram diferentes povos, atingindo o homem da Antiguidade à fase contemporânea. Em 430-427 a.C. a Peste de Atenas causou a morte de cerca de 35% da população. A Peste Negra (1347-1353), ou peste bubônica, dizimou cerca de 1/3 da população europeia, e com o passar dos séculos outras epidemias e ...

A analogia é da médica pneumologista e pesquisadora da Fiocruz, Margareth Dalcolmo, um dos ícones da ciência brasileira no combate a Covid-19. Em entrevista ao Mulheres de Luta, Dalcolmo contou um pouco sobre sua história, percepções da saúde no Brasil e experiência como cientista durante a pandemia. ...

O artigo também pretende desmistificar a ideia de que a sexualidade acaba na velhice. Diversas mulheres na casa dos 70 anos demonstram que a crença da diminuição do prazer sexual na melhor idade é uma visão ultrapassada. ...

O São João é uma festa completa. Ele não é uma festa como o carnaval. No Carnaval você vai, você dança, você se diverte e acabou. O São João tem todo um conjunto de símbolos ali dentro (...) que é a comida típica, a comida de milho, as bandeirinhas, as quadrilhas, o forró,  o vestir, as brincadeiras. ...

Luciana Chianca fala sobre o que significa a fogueira nas festas juninas. ...

Conheça algumas mulheres que mudaram a história do esporte e entenda um pouco da trajetória do gênero para a conquista desse espaço. ...

O Sagrado Feminino despertou. Ao menos o que estava reservado à esfera do privado tomou novo frescor e passou a reivindicar seu espaço na esfera pública. Encontros, círculos de mulheres e trocas de experiências colocam novamente em evidência a importância da nossa conexão com a natureza e com a nossa ancestralidade. Cada mulher ou grupo encontra suas próprias maneiras de ...

Mulheres como Marie Curie, Maria Bochkareva, Anna Coleman e Leolinda Daltro tiveram suas trajetórias recortadas pela Primeira Guerra Mundial. Saiba mais sobre essas mulheres de luta e sobre a participação feminina na Primeira Guerra Mundial. ...

A Grande Mãe, a Mulher Selvagem, a Esposa, a Guerreira, a Bruxa, todos eles nos trazem possibilidades de vivências que enriquecem nossa percepção sobre a vida. A maneira de vivenciarmos e reconhecermos esses arquétipos podem ser tão diferentes quanto as suas próprias variações. ...

Selecionamos alguns dos documentários que abordam temas relacionados à mulher com conteúdos importantes à atualidade, permitindo que conheçamos um pouco mais de perto a realidade que engloba a vida de diferentes mulheres. ...

Vamos conhecer a história de mulheres heroínas na Guerra do Paraguai, como Ana Néri e Jovita Feitosa. ...

Para celebrar a importância do feminismo na sociedade, bem como sua contribuição, o Mulheres de Luta elencou 6 conquistas das mulheres que só foram possíveis devido à luta recorrente em diversas épocas e lugares pelos direitos das mulheres na sociedade. ...

Júlia Lopes de Almeida foi uma escritora, cronista, teatróloga e abolicionista brasileira. Sua atuação teve grande importância, dentre outros fatores, pela idealização da Academia Brasileira de Letras. ...

Maria Firmina dos Reis foi a primeira romancista do Brasil, o que a consagrou na história da literatura brasileira. Seu livro Úrsula fala de amor e ódio, de escravidão e liberdade, através da história de amor de Úrsula e Tancredo. ...

A cineasta Tata Amaral fala sobre as personagens mulheres de seus filmes, destacando a abordagem de arquétipos femininos, estágios da vida e de outros olhares ou procedimentos audiovisuais com atenção no feminino e no reconhecimento da autoria feminina no cinema. ...

A abolição da escravatura no Brasil foi conquistada após inúmeras lutas de mulheres negras e homens negros, como Aqualtune, Luíza Mahin, Adelina, Maria Firmina dos Reis, Anastácia, Maria Tomásia Figueira Lima, além da princesa Isabel. ...

As pesquisas de Johanna Döbereiner foram fundamentais para que o Brasil desenvolvesse o Programa Nacional do Álcool e se tornasse o segundo produtor mundial de soja, além de proporcionar que milhares de pessoas pudessem consumir alimentos mais baratos e saudáveis. Suas contribuições lhe renderam uma indicação ao Prêmio Nobel de 1997. ...

No dia 28 de junho é celebrado o Dia Internacional do Orgulho LGBTQI+. A data representa um momento de conscientização sobre a importância do respeito a cada grupo da comunidade.  ...

Eliane Potiguara nasceu em 1950. Quando criança, as lágrimas dos olhos de sua avó despertavam também a sua curiosidade. A avó, Maria de Lourdes de Souza, não teve uma educação formal, mas tinha a sabedoria do acervo de histórias orais da cosmologia e dos costumes indígenas. A pedra verde que Eliane ganhou da avó, as lágrimas que ela percorria com ...

Veja agora a nossa lista de Podcasts LGBTQIA+, principalmente com temas do universo lésbico, que você precisa conhecer. ...

No sétimo episódio da série “Literatura, Substantivo Feminino” as escritoras falam sobre a “Literatura para Crianças”. Ana Maria Machado, Lúcia Bettencourt, Lya Luft, Claudia Nina, Susana Fuentes, Marina Colasanti, Heloisa Pires Lima e Stella Maris Rezende estão nesse encontro. ...

Veja a importância da representação feminina nos livros infantis e conheça o lançamento do livro Bizunguinha - Meu lugar no mundo. ...

O que é realidade e o que é ficção na escrita de personagens literários? ...

Todo corpo é belo à sua maneira e conta uma história única: a sua! Em tempos em que a moda é mais democrática do que nunca, apegar-se a conceitos antiquados de padrão de beleza é uma grande bobagem – e é sobre isso que o documentário Moda Sem Medida trata. Protagonizado pelas influenciadoras digitais Ju Romano, Maristela Abreu e Thaís Carla, a produção trata do tema moda, ...

Esclareça as principais dúvidas sobre a maternidade lésbica e conheça os métodos disponíveis para realizar esse sonho. ...

Margareth Dalcolmo, pesquisadora da Fiocruz e um dos principais nomes no combate à pademia de Covid-19 no Brasil, fala ao Mulheres de Luta sobre a desobrigação do uso de máscaras em ambiente fechado. Leia a transcrição e assista ao vídeo: “Não é momento de abandonar o uso de máscara em ambiente fechado, mesmo nós todos estando vacinados, como nós estamos, ...

A animação “Red: Crescer é uma Fera” é o primeiro longa-metragem da Pixar dirigido exclusivamente por uma mulher: a sino-canadense Domee Shi. ...

O Mulheres de Luta volta cem anos no tempo para relembrar a história de Clarice Lispector, uma ucraniana de nascimento e brasileira de coração que, pelo esforço de seus pais, conseguiu fugir dos horrores da guerra — estes que, infelizmente, percorreram o tempo e voltaram a nos abalar. ...

Entenda importância da representatividade lésbica nas mídias sociais e como esse processo pode ajudar no combate a violência. ...

Há quatro anos estamos sem resposta para as perguntas: quem mandou matar Marielle Franco e Anderson Gomes, e por que? Marielle deixou um legado. Não apenas seu nome correu o mundo inteiro como também seu exemplo não foi e não será esquecido. ...

Conheça os principais grupos de apoio para mulheres que querem empreender e veja como isso pode ajudar na sua independência financeira. ...

No episódio Conhecimento e Liderança da série A Mulher no Mercado de Trabalho da Lascene, as entrevistadas compartilharam informações importantes sobre a presença da mulher na pesquisa acadêmica e nos cargos de liderança. ...

“Quantos olhos cabem numa mulher?”, nos pergunta Noemi Jaffe, no primeiro episódio da série “Literatura, Substantivo Feminino”, que traz também as escritoras Sandra Niskier, Conceição Evaristo, Eliane Potiguara e Marina Colasanti. ...

Vênus era a deusa romana do amor, dos cuidados maternais, da reprodução sexual e do desejo erótico. A mais adorável de todas as divindades, Vênus desejava - e era desejada - tanto pelos deuses como pelos mortais. ...

O Mulheres de Luta sabe que ainda há muitos problemas a serem resolvidos, e também celebra as conquistas de todas as mulheres ao longo dos séculos. Parabéns a todas as mulheres! ...

O livro “As origens e a comemoração do dia Internacional das mulheres” de autoria de Ana Isabel Álvarez González trás grandes contribuições para a pesquisa sobre o Oito de Março e a trajetória histórica que o originou. ...

Carolina Nocetti falou ao Mulheres de Luta sobre a Frente Feminina no mercado da Cannabis. A médica e pesquisadora observou que entre os anos de 2014 e 2015, nos Estados Unidos, era mais comum haverem mulheres em posições de liderança na indústria da cannabis, mas isso acabou se diluindo, possivelmente à medida em que os processos de industrialização foram aprimorados. ...

O Mulheres de Luta acredita na mulher e na ciência. Ambas cooperam para a construção do mundo em que vivemos. Conheça 5 histórias de inventoras: Letitia Mumford, Nettie Stevens, Gertrude Elion, Virginia Apgar e Shirley Jackson. ...

A primeira mulher a integrar uma Ala de Compositores de Escola de Samba foi Ivone Lara, estando a frente da Império Serrano. Ela assina o samba-enredo considerado como um dos melhores de todos os tempos, Os Cinco Bailes da História do Rio. ...

O Mulheres de Luta volta ao passado com muito confete e serpentina para lembrarmos de Tia Ciata, Ivone Lara, Carmelita Brasil e outras mulheres que fizeram parte dessa história. Vem pular com a gente? ...

A conquista do voto feminino no Brasil representou a emancipação política das mulheres e propiciou posteriores conquistas em prol da participação política e do exercício da cidadania. Saiba mais sobre essa história! ...

Bertha Lutz foi uma ativista feminista, bióloga e política brasileira. ...

Mônica Karawejczyk, pesquisadora da Fundação Biblioteca Nacional, fala sobre Leolinda Daltro, uma das fundadoras do Partido Republicano Feminino, em 1910. ...

Leolinda Dalto fundou em 1910, juntamente com outras mulheres, o Partido Republicano Feminino. Também esteve à frente de protestos, desfiles, abaixo-assinados e pedidos formais de sufrágio aos membros da Câmara dos Deputados. ...

Ana Maria Gonçalves nasceu em Ibiá, interior de MG, e foi lá que, ainda criança, começou a manifestar seu interesse pela literatura. Saiba mais sobre a autora do livro "Um defeito de cor", considerado por Millôr Fernandes como o melhor livro do século XXI e obra vencedora do Prêmio Casa de las Américas na categoria literatura brasileira. ...

A historiadora Cristiane Ribeiro fala sobre o Tratado sobre a emancipação política da mulher e direito de votar, de 1868, publicado por Anna Rosa Termacsics dos Santos, uma das pioneiras do feminismo no Brasil.  ...

Comemorando o centenário da Semana de 22, o Mulheres de Luta relembra a trajetória da pianista Guiomar Novais, e das artistas plásticas Zina Aita e Anita Malfatti na Semana de Arte Moderna. ...

A figura do mediador de leitura remete à ideia de uma pessoa que cria pontes entre os livros e os leitores. Esse papel muitas vezes é assumido por professores e educadores, responsáveis por criar as condições necessárias para que livro e leitor se encontrem. O mediador tem importância fundamental no processo de formação de leitores, e é sobre isso que ...

Sônia Braga é uma atriz paranaense, naturalizada americana. Com uma vasta carreira, Sônia Braga iniciou sua trajetória artística ainda adolescente. Entre o período de 1976 e 81, atua em três grandes produções brasileiras: Dona Flor e Seus Dois Maridos, A Dama do Lotação e Eu te amo, sendo protagonista da telenovela Gabriela. ...

A pesquisadora Ana Elisa Ribeiro fala sobre as plataformas de publicação literária e seus impactos no mercado editorial hoje. Segundo ela, são alternativas mais acessíveis para lançar livros, principalmente para os independentes. ...

Hildete Pereira de Melo fala sobre a invisibilidade das mulheres cientistas. Segundo a economista, ninguém ganha o Nobel de ciência abaixo do Equador. A ciência é cravada: eurocêntrica, branca e masculina. ...

A ginecologia natural é um caminho que preza pelo autoconhecimento e pela autonomia das mulheres no cuidado com seu corpo. Ou seja, essa abordagem inclui também outros fatores que vão além da solução da cura da enfermidade. ...

Marie Curie ganhou dois prêmios Nobel pelo seu trabalho como cientista. Suas descobertas mudaram o mundo e ajudaram muitas pessoas em tratamento de doenças, como o câncer. ...

O feminismo como movimento social, filosófico, cultural, visa a igualdade. A afirmação parte de Andressa Morais, doutora em Antropologia Social pela Universidade de Brasília, em conversa com o Mulheres de Luta. ...

Com Os homens que eu tive, Trautman tornou-se a primeira diretora de cinema a filmar a partir de um ponto de vista estritamente feminino abordando a liberação do corpo da mulher. O potencial subversivo só foi identificado pela cineasta quando o filme já  estava pronto. ...

A contribuição africana na culinária brasileira é de grande importância. Ingredientes como o azeite de dendê, a pimenta malagueta e outros são exemplos disso. Dessa herança decorreram delícias como o acarajé, o vatapá e o angu. ...

Adriana Friedmann fala sobre o Mapa da Infância, um projeto que surgiu em 2013 para mapear iniciativas voltadas para as crianças. Ela atua como coordenadora do projeto, que tem como foco as pequenas iniciativas inspiradoras. ...

Quando pensamos na escola, algumas imagens surgem em nossa cabeça: meninos e meninas juntos, conversando com os mesmos professores e professoras, pensando em entrar em uma universidade, planejando seu futuro, escolhendo uma profissão. Matérias iguais para todos. Há duzentos anos isso não era possível. ...

Para Ana Lara Camargo de Castro, Promotora de Justiça no MP-MS, os aspectos biológicos, psicológicos, sociais e culturais devem ser considerados nas trajetórias criminogênicas das mulheres. ...

A pesquisadora Cristiane de Paula Ribeiro, que estuda questões de gênero, literatura e imprensa, trouxe um panorama sobre a imprensa no século XIX no Brasil. ...

Desigualdades de gênero e raça no mercado de trabalho brasileiro. ...

Maria Quitéria é considerada a heroína da Independência brasileira e a primeira mulher a lutar no Exército, exemplo do engajamento feminino na luta histórica. ...

Para além dos valores morais e éticos, sororidade também é ação. Para construir um mundo melhor para as mulheres e meninas precisamos transformar o substantivo em verbo. ...

Na mitologia grega, as amazonas não aceitavam os homens em sua sociedade. Montadas em seus cavalos com seus trajes de guerreiras, as amazonas manuseiam seus arcos, flechas, lanças, machados e escudos, manifestando coragem e bravura. Suas histórias são narradas desde o período Homérico e atravessam o tempo em narrativas que hoje são recontadas nas histórias em quadrinhos da Mulher Maravilha. ...

Carolina Nocetti, Médica e Consultora Técnica em Terapia Canabinoide, fala sobre o Projeto de Lei 399/15, que viabiliza o cultivo da cannabis para fins terapêuticos, e aponta os caminhos legais para o acesso à cannabis no Brasil. ...

Nascida em 1915, Virgínia Bicudo foi uma psicanalista e socióloga paulista. Filha de uma imigrante italiana e neta de escrava, Bicudo entrou para a história ao fundar o Grupo Psicanalista de São Paulo, além de ter publicado o primeiro projeto de pós-graduação brasileira sobre relações sócio raciais no país. ...

O documentário aborda a segunda onda do feminismo no Brasil, especialmente no período de 1975 a 1985, instituído pela ONU como a Década Internacional da Mulher. No período, o corpo da mulher ganha lugar de destaque em plena ditadura. ...

A advogada Juliana Ramos, pesquisadora empenhada em estudar os impactos da Fake News na democracia, falou ao Mulheres de Luta sobre as consequências negativas das notícias falsas na sociedade. ...

No último episódio da série “Literatura, Substantivo Feminino”, a pesquisadora Anélia Pietrani fala sobre a existência de uma escrita de autoria feminina e Meimei Bastos contesta os clichês atribuídos ao feminino. Nélida Piñon, Regina Dalcastagnè, Virgínia Vasconcelos, Ana Maria Machado e Beatriz Bracher não diferenciam a escrita da mulher da escrita de um homem. Natália Borges Polesso provoca uma reflexão ...

A United States Mint começou a produção das moedas do American Women Quarters Program nesta segunda-feira, 10/01/2022. As moedas de 25 centavos serão produzidas com a imagem de notáveis mulheres americanas. Neste trimestre a homenageada é a artista e escritora Maya Angelou, a primeira mulher negra a ser destaque em uma moeda americana. ...

A pesquisadora Denise Nacif Pimenta fala sobre a importância do SUS, especialmente durante a pandemia da Covid-19. Se não fosse o SUS, que oferece atendimento gratuito, o país poderia ter um número ainda maior de mortos. ...

Porque ainda não tá fácil ser mulher nos espaços públicos! Um filme sobre confiança, medo e amor. Anhanguera, 92 é um projeto de filme de estrada gravado por Mariana Gonzaga e Huli Balász em novembro de 2019 ao repetir uma aventura depois de dez anos: viajar do interior de São Paulo ao litoral pedindo carona nas estradas. O curta-metragem é ...

"O Nome do Pai" explicita como a questão da paternidade responsável — ou da falta dela — se reflete no primeiro ato civil da vida de uma criança: a elaboração da certidão de nascimento, com a identificação dos responsáveis biológicos. As consequências dessa omissão são relatadas pelos brasileiros e brasileiras que, até hoje convivem com a dor de, aos olhos ...

Tatiana Galvão fala sobre o termo macumba e a conotação negativa que essa palavra acabou tendo com o passar do tempo no Brasil. Para ela, a palavra macumba em si não é um problema, tanto que ela a usa em seu vocabulário. ...

Fernanda Young foi uma mulher singular e múltipla. Singular em suas particularidades, em sua originalidade. Múltipla, por explorar muitos de seus talentos e vocações: escritora, autora, desenhista, roteirista, jornalista, poeta, apresentadora, diretora e atriz. ...

Quando começou a Revolução Francesa, as mulheres viviam em função dos afazeres domésticos e do cuidado com a família. O pensamento iluminista também despertou nelas o desejo por liberdade, igualdade e fraternidade. ...

Obá é uma grandiosa yabá guerreira, reconhecida por sua força e por suas inúmeras vitórias em batalhas. Sempre com o escudo em mãos, jamais deixa de lutar. Também é a deusa acolhedora que entende as dores de seus filhos e filhas. ...

Ewá, orixá feminino, é a deusa da vidência, protetora das virgens e das matas intocáveis, senhora das possibilidades, que têm uma estreita relação com as águas doces, com a névoa e com a neblina. ...

No décimo episódio da série “Literatura, Substantivo Feminino”, as escritoras falam sobre a maturidade, a sabedoria, a tranquilidade, o tempo, a morte e o estado de felicidade. Nélida Piñon revela que acha envelhecer difícil, porque você passa a ser dona de um corpo que não era o teu corpo, quando a sua imaginação ainda é jovem. Para Alice Ruiz, a ...

As ekedis cuidam do orixá enquanto ele está incorporado. São ‘o braço direito’ do pai ou mãe de santo e aprendem os fundamentos para o funcionamento das liturgias, administração e funcionamento da Casa, além das funções sagradas. ...

Conceição Evaristo fala sobre a influência da mãe em seu processo criativo, no nono episódio da série “Literatura, Substantivo Feminino”. Meimei Bastos reconhece a importância de seus ancestrais, que abriram caminho para que sua escrita pudesse ser exercitada hoje.Cristiane Sobral entende que se afirmar enquanto mulher e escritora negra é, também, uma estratégia de sobrevivência. Da poesia que declamava aos ...

No oitavo episódio da série “Literatura, Substantivo Feminino”, Cidinha da Silva fala da importância de uma literatura de autoria negra, a fim de buscarmos sentidos positivos para a existência do corpo negro. Conceição Evaristo traz mulheres negras como protagonistas em suas obras e aborda outras violências sofridas pela mulher, além da agressão física. Lilian Fontes lembra o quanto retratar um ...

Maria? Mariah: Um Convite para a Nova Vida na Terra é uma iniciação nos mistérios antigos e oferece suporte e guia para uma nova experiência de vida na Terra. Ele é a voz do feminino em sua totalidade. ...

O Mulheres de Luta não poderia deixar de homenagear e agradecer a todas as Mulheres Negras que estiveram presentes, direta ou indiretamente, em alguma atividade do projeto. ...

Nélida Piñon relembra as dificuldades que enfrentou no início de sua carreira e em como foi exigente não só com sua escrita como com relação à publicação de seu primeiro livro. Stella Maris Rezende conta que lançar os primeiros livros, em geral, é o mais difícil. Natália Borges Polesso reconhece a importância que um prêmio traz à vida de uma ...

No quarto episódio da série “Literatura, Substantivo Feminino”, as escritoras falam sobre as suas primeiras letras, não necessariamente as que produziram, mas as que impactaram suas vidas e as levaram para a aventura literária. Vamos revisitar a narrativa oral das histórias que eram contadas para as meninas Ana Maria Machado e Miriam Alves. A ancestralidade indígena se faz presente nas ...

As escritoras compartilharam suas experiências sobre a construção de suas personagens no terceiro episódio da série “Literatura, Substantivo Feminino”. Essa construção pode surgir de uma pesquisa, como ocorre nos processos de Lilian Fontes, ou na observação atenta de Alice Ruiz, nas memórias de Conceição Evaristo, na doação de órgãos que ocorre no processo de criação Miriam Alves, no encontro consigo ...

A doutora Ivete Previtalli, antropóloga e pesquisadora especialista em Populações Afro-Brasileiras, conversou com o Mulheres de Luta sobre a construção do candomblé no Brasil. ...

A doutoranda em História Social e gestora do Núcleo de Pesquisa do Museu da Imigração do Estado de São Paulo, Angélica Beghini, conversou com o Mulheres de Luta sobre movimentos migratórios, destacando o período da grande migração, que corresponde ao final do século 19 e início do século 20. ...

A advogada Juliana Ramos, que pesquisa os impactos da Fake News na democracia, reforçou em conversa com o Mulheres de Luta que a garantia fundamental é uma cláusula pétrea. ...

O episódio “Borboletas” mostra como a escrita se revela no encontro com cada vírgula em Meimei Bastos, no projeto literário de Marina Colasanti, na disciplina e no caos de Ana Maria Machado, na escrita em espirais de Lya Luft, no escrever diário de Cristiane Sobral, na pulsão em Conceição Evaristo, no lapidar de Beatriz Bracher, na fluidez de Susana Fuentes, ...

Em 10 de outubro de 1980, um grupo de mulheres ocupou as escadarias do Teatro Municipal de São Paulo para protestar contra o aumento dos crimes contra elas. A data passou a ser Dia Nacional da Luta contra a violência à mulher. ...

Mayra Franca explica que a geração nem nem está relacionada a mulheres pobres que têm sua vida profissional adiada pela gravidez precoce. O termo é utilizado para se referir aos jovens adultos que não trabalham nem estudam. ...

Ana Lara Camargo de Castro, Promotora de Justiça no MP-MS, explica que, quando uma mulher está sendo vítima de violência de gênero, a primeira medida recomendada é a realização do registro de ocorrência com todos os detalhes. Trata-se de um documento importante para a obtenção das medidas protetivas que determinam o afastamento do agressor. ...

A jornalista Andrea Wanderley falou ao Mulheres de Luta sobre a importância de resgatarmos o nome de mulheres que fizeram história no Brasil. Editora do portal Brasiliana Fotográfica, Andrea Wanderley relembrou que muitas mulheres foram fundamentais para inúmeras conquistas brasileiras, como o direito ao voto feminino, por exemplo. ...

A doutora em Direito Internacional e pesquisadora do Observatório Latino-Americano sobre Mobilidade Humana, Mudança Climática e Desastres, Érika Pires Ramos, falou ao Mulheres de Luta sobre a importância da preparação do Estado para garantir a proteção aos migrantes.  ...

A doutora em sociologia e pesquisadora Lorena Moraes conversou com o Mulheres de Luta sobre o Feminismo Camponês Popular, ou o Feminismo Rural, como é chamado em algumas localidades brasileiras. ...

A ginecologia emocional une a medicina ancestral e tradicional, ambas estão em busca da cura da doença junto à compreensão ampliada da nossa saúde integral. ...

As participações da população negra no cânone literário se dão majoritariamente enquanto tema. Raramente, negras e negros são enunciadores de suas histórias. Lu Ain-Zaila fala um pouco sobre os fatores dessa discriminação. ...

O símbolo do espelho de vênus é usado em toda parte, desde capas de livros até colares e propagandas, geralmente para se referir ao gênero feminino, ao feminismo, ao orgulho em ser mulher e ao orgulho da sororidade. ...

Humana, Mudança Climática e Desastres, MOVE-LAM, Érika Pires Ramos falou com o Mulheres de Luta sobre as causas relacionadas à mobilidade humana. ...

A pesquisadora Giselly Lima compartilha um pouco de sua pesquisa sobre o papel do som no contexto da literatura digital. Ela destaca que o som é elemento essencial das narrativas digitais, funcionando como um produtor de sentido. ...

Clara Nunes foi uma renomada cantora, compositora e pesquisadora da música brasileira. Famosa por suas canções que exaltavam a cultura mestiça brasileira e sua voz que emocionava, Clara fez grande sucesso nacional e internacional. Recentemente, a cantora teve sua trajetória recontada através de suas entrevistas e encontros musicais, no documentário “Clara Estrela” (2018). ...

Angel Vianna, bailarina, professora e coreógrafa é pioneira nos estudos interdisciplinares de dança e consciência corporal para todas as artes em cena – seja teatro ou dança. Recebeu diversos prêmios e, recentemente, teve sua trajetória revisitada no documentário Movimentos do Invisível. ...

Você sabia que Maria Beatriz do Nascimento também era poetisa e utilizou sua escrita como ferramenta para narrar a experiência da mulher negra? ...

Você sabia que Fernanda Young foi duas vezes indicada ao Emmy Internacional de melhor comédia? ...

Você sabia que Lia Vieira recebeu uma Menção Honrosa pela ALERJ, em 2003, em prol da defesa da cultura afro? ...

Miriam Alves ...

Antonieta de Barros foi uma importante professora, jornalista e política de Santa Catarina. Na primeira metade do século XX, ela ocupou espaços e quebrou padrões, tanto na educação quanto ao ser a primeira mulher negra deputada no Brasil. ...

Dandara, conhecida como símbolo da luta negra contra o sistema escravista, viveu no século XVII e foi importante para a resistência do quilombo de Palmares. Articulando a resistência aos portugueses, junto a seu marido Zumbi, Dandara entrou para a História e foi representada em livros e filmes. ...

Sueli Carneiro é filósofa, doutora pela USP e ativista pela igualdade de gênero e fim da discriminação racial. Mulher negra nascida em 1950, Sueli sofreu diretamente com o racismo estrutural da sociedade brasileira e, em 1988 tornou-se Fundadora do Geledés – Instituto da Mulher Negra. ...

Zezé Motta, atriz e cantora fluminense com mais de 50 anos, tem em sua trajetória papéis marcantes, como Xica da Silva, e ressalta a importância dos atores negros para a representatividade e igualdade no Brasil. ...

Odete Rios, pseudônimo de Cassandra Rios, foi uma escritora paulista, considerada a pioneira da literatura lésbica no Brasil. Com aproximadamente 40 livros publicados, entre eles Volúpia do Pecado, escrito quando tinha 16 anos, Cassandra Rios é um dos nomes femininos que figuram no topo da lista de escritoras que mais venderam obras entre as décadas de 1950 e 70, chegando ...

Você sabia que Anna Muylaert também é autora de livros infantis? Diretora, artista e produtora, a paulista Anna Muylaert faz cinema desde o final dos anos 80. Uma das criadoras dos programas infantis Mundo da Lua e roteirista do Castelo Rá-Tim-Bum, seu nome ganha destaque com o premiado filme A Origem dos Bebês Segundo Kiki Cavalcanti. Seu primeiro longa-metragem, Durval ...

Você sabia que Kiusam de Oliveira representou o Brasil no FESMAN (2010) – Festival Mundial de Artes Negras – no Senegal? Com uma formação que se inicia com o Magistério e se expande até o Doutorado em Educação pela USP, Kiusam de Oliveira é uma multiartista: professora da Universidade Federal no Espírito Santo, escritora, coreógrafa e arte-educadora. Especialista em Educação ...

A cor do mês de setembro é amarela. Ela nos lembra a importância de combater o suicídio. Nós sabemos que os transtornos e doenças mentais contribuem para o aumento de casos de suicídio no mundo inteiro. Mas também precisamos lembrar que esses não são os únicos fatores que inflacionam essas estatísticas. Os aspectos sócio econômicos e culturais são outros agravantes. ...

Em entrevista para o Mulheres de Luta, Jane Santos explica um pouco sobre os efeitos da pandemia na acentuação da desigualdade social no país. ...

Historicamente, a figura da mulher negra esteve, de uma forma preconceituosa, associada a atributos sexuais. Por outro lado, a mulher branca sempre foi pintada de uma forma infantilizada e inocente. Em entrevista para o Mulheres de Luta, a pesquisadora Liv Sovik fala um pouco sobre como isso tem relação com um desejo (até uma inveja velada) da população branca de ...

Que tal um encontro com escritoras e personagens femininas da literatura brasileira que, através das letras, eternizaram em prosa e verso questões existenciais, sociais e políticas contundentes que influenciam o pensamento de sua época e das que viriam depois? ...

Apaixonadas pela magia do cinema e historicamente impostas a um lugar de invisibilidade, preconceitos, estereótipos e superficialidades, como as mulheres podem contestar, romper com a opressão, zelar por arquivos preciosos, interpretar personagens marcantes, produzir e dirigir filmes de sucesso? O documentário “O cinema das mulheres” ilumina trajetórias de sonhos, desafios e vitórias de brasileiras talentosas, que fizeram história na frente ...

A pesquisadora do Museu da Imigração do Estado de São Paulo, Maria Angélica Beghini, falou ao Mulheres de Luta sobre o projeto “Mulheres em movimento: migração e mobilização feminina no estado de São Paulo”. Desde 2015 o projeto realiza inúmeras ações e, em 2021, o Museu pretende intensificar o olhar sobre as mulheres na migração do passado e do presente. ...

Nanã, Iemanjá, Oxum, Iansã, Obá e Ewá são Yabás, que em iorubá pode ser traduzido como mãe, senhora, a que alimenta os filhos. Suas histórias e características reforçam a cultura africana, e apresentam diversas nuances do feminino. ...

A doutora em Literaturas Africanas e pós-doutora em Filosofia Africana pela UFRJ, Aza Njeri, conversou com o Mulheres de Luta sobre o matriarcalismo, resgatando uma memória não tão longínqua, uma publicação. Seu artigo, “Amor, um ato político poético” reflete sobre a pluriversalidade do Amor, bem como o ato de “amar” como uma ação política-poética. Aza Njeri recebeu inúmeros feedbacks sobre ...

A advogada Juliana Ramos conversou com o Mulheres de Luta sobre os impactos das fake news na democracia. A especialista explicou que ao incutir notícias falsas nas pessoas, elas podem acabar escolhendo seus representantes de forma equivocada. Além disso, quando pesquisamos na internet, encontramos posts fakes com milhares de curtidas, mesmo sendo números controlados por robôs. A tendência é que ...

Pensar nos desafios da literatura infantil e juvenil hoje no Brasil remete diretamente ao mercado editorial, que vive hoje uma das piores crises. O fim das compras governamentais impactou toda a estrutura do negócio, já que esse era o principal investimento deste mercado. Nesse contexto, Dolores conta em entrevista ao Mulheres de Luta que grande parte das editoras cresceu à ...

Clementina de Jesus, reconhecida sambista e cantora fluminense, foi descoberta tardiamente aos 63 anos. Representante do elo cultural entre Brasil e África, Clementina gravou vários discos que mesclam religiosidade e tradição negra. Recentemente a sambista teve sua trajetória revisitada no documentário Clementina, de 2019. ...

Oxum é a rainha soberana das águas dos rios e das cachoeiras. Por ser a senhora das águas doces, elemento essencial para a existência da vida, ela é uma das responsáveis pela existência humana. ...

Há exemplos de mulheres na Idade Média que desenvolveram atividades de liderança política, que tiveram à frente de exércitos, ajudaram a conduzir batalhas, trabalhavam nas oficinas, tendo ofícios como as tecelã. ...

“Os ancestrais nossos são muito importantes, porque nós só estamos aqui porque eles existiram”, afirmou a doutora em antropologia Ivete Miranda Previtalli em entrevista ao Mulheres de Luta. ...

Em entrevistas ao Mulheres de Luta para a produção da série "Literatura, Substantivo Feminino", diversas escritoras brasileiras acentuam a construção histórica em torno das características relacionadas à mulher. ...

A questão da submissão feminina, da submissão do corpo feminino, da vontade feminina, não é exclusivo da Idade Média. Em sociedades antigas em geral, as mulheres não eram entendidas como iguais no sentido mais pleno da Igualdade em relação aos homens. ...

Entrevista com Marielle Franco sobre as mulheres que contribuíram para a sua construção como mulher. ...

Numa época não tão distante, mais precisamente em 1928, Alzira Soriano se candidatou à prefeita de uma cidade pequena do sertão nordestino e venceu. Sua eleição é um marco importante na história da emancipação política das mulheres, porque ocorreu quatro anos antes da aprovação do sufrágio feminino no Brasil, em 1932, com a promulgação do Código Eleitoral pelo presidente Getúlio ...

Lorena Moraes, doutora em Ciências Sociais e pesquisadora, falou ao Mulheres de Luta sobre o artigo "Mulheres rurais nordestinas e desviantes: um estudo sobre a quebra das expectativas de gênero no meio rural". ...

Adriana Friedmann, educadora e antropóloga, fala um pouco sobre a importância da equidade no contexto de formação das crianças. ...

A pesquisadora e professora Ana Elisa Ribeiro fala um pouco sobre a atuação das mulheres no mercado literário. Ela destaca que os conceitos teóricos para classificar a literatura feminina são bastante debatidos e ainda não há um consenso sobre eles. ...

Jurema Werneck – diretora da Anistia Internacional no Brasil – fala de um assunto essencial no mundo contemporâneo: a relação crítica da luta das mulheres negras com o feminismo. ...

A jornalista Andrea Wanderley, editora do portal Brasiliana Fotográfica, falou ao Mulheres de Luta sobre a série Feministas, Graças a Deus, que traz visibilidade à trajetória de mulheres que lutaram pela emancipação feminina no Brasil. ...

Denise Nacif Pimenta, antropóloga e pesquisadora do Instituto de Pesquisas René Rachou da Fiocruz de Minas Gerais, falou ao Mulheres de Luta sobre o retrocesso que tem ocorrido na saúde brasileira nos últimos anos, e o impacto disso na saúde da mulher, especialmente nas gestantes e puérperas, que ficaram ainda mais vulneráveis com a pandemia. Se antes o Brasil era ...

A partir de 28 de julho, escritoras da América do Sul e da Alemanha conversam sobre as relações entre literatura e sociedade em um ciclo de debates online que acontece mensalmente até outubro. ...

Ana Lara Camargo de Castro, Promotora de Justiça no MP-MS, conversou com o Mulheres de Luta sobre a violência de gênero na sociedade. Ela reforça que para compreendermos esse tipo de violência, devemos primeiramente entender o corpo em sua dimensão sociopolítica. Para além do biológico, o corpo da mulher ao longo da trajetória da humanidade, recebeu uma série de significados ...

A busca pela construção de uma cidade mais humana, democrática e sustentável sob o prisma do gênero pode nos ajudar a diminuir desigualdades no meio urbano. Essa ideologia propõe a apropriação democrática do espaço, afinal, uma cidade segura para mulheres é uma cidade segura para todos. Em entrevista ao Mulheres de Luta, Laís Leão discute a questão das políticas habitacionais ...

A antropóloga Andressa Morais Lima fala sobre o impacto da pandemia do novo coronavírus na vida das mulheres brasileiras e de como elas se uniram ainda mais durante o período a fim de superar as dificuldades. ...

Laís Leão fala sobre a história, os objetivos e desafios da ONG InCities. ...

Yabá dos ventos e tempestades, movimenta-se ora suave, ora arrebatadora. Uma guerreira que não foge às batalhas. Filha de Iemanjá com Oxalá, Iansã é irmã de Oxum, Obá e Oxóssi. Seu nome em iorubá significa mãe de nove filhos. ...

Estudar o meio social e a relação do Estado para com a sociedade civil é fortemente presente nas linhas de pesquisa da antropóloga Andressa Morais Lima, assuntos, esses, que permeiam sua trajetória acadêmica e profissional. Sua área de atuação também se encontra na antropologia política e teoria crítica do reconhecimento, tendo acumulado experiência em projetos ligados aos direitos humanos e ...

Tata Amaral fala sobre a série As Protagonistas, que apresenta 13 episódios contando a história do audiovisual brasileiro a partir da produção das cineastas mulheres, de 1931, com o filme O caso do dominó preto, de Cléo de Verberena, até 2019. ...

No curso Personagens, Vozes e Imagens, a ilustradora e escritora Lúcia Hiratsuka traz sua experiência nesses dois ofícios para a construção de personagens. ...

Conheça um pouco mais do processo de criação e da obra de memoráveis documentaristas brasileiras. ...

Lúcia Hiratsuka é uma prestigiada autora e ilustradora de livros infantis. ...

O documentário Carolina reconta a história de Carolina de Jesus a partir de diversos relatos. Além de ser uma das escritoras mais importantes do país, a sua produção foi vasta. Quarto de Despejo foi traduzido para catorze línguas e ela escreveu romances, contos, letras de músicas, diários poemas e peças teatrais. ...

Luciana Chianca fala sobre as soluções criativas que o brasileiro encontrou para não deixar o São João "morrer" em meio a pandemia de Covid-19. ...

Luciana de Oliveira Chianca se graduou em Ciências Sociais e, desde o final dos anos 1980, vem estudando sobre cultura popular e o patrimônio cultural brasileiro, com ênfase nos festejos que acontecem durante o mês de junho. ...

A professora e pesquisadora Lorena Lima de Moraes, da Universidade Federal Rural de Pernambuco, fala sobre o dossiê “A pandemia de Covid-19 na vida de mulheres”. ...

Aza Njeri, pesquisadora e professora de África e Afro diáspora, explica o significado de uma educação pluriversal, que reconhece todas as perspectivas como válidas, sem eleger um único ponto de vista. Ela também destaca a importância da educação para além do espaço da escola, dando como exemplos a educação do terreiro, da capoeira, do jogo, da casa e de outros ...

Eliane Potiguara é a representação de uma voz que rompe com a narrativa dominante. É escritora, professora, ativista e empreendedora indígena. Nasceu no Rio de Janeiro, em 1950, com o nome de batismo Eliane Lima dos Santos. ...

O documentário CAROLINA conta a trajetória da escritora Carolina Maria de Jesus, catadora de papel que virou sucesso editorial nos anos 60 e, desde então, tem inspirado escritores e artistas contemporâneos, como Ruth de Souza, Zezé Motta e Conceição Evaristo. ...

Anastácia era uma mulher negra escravizada, que atuava como curandeira, ajudando os doentes com suas mãos milagrosas. Sua beleza despertou o interesse de senhores de escravos, por resistir, foi silenciada com uma máscara de ferro. ...

O isolamento social, decorrente da pandemia da COVID-19, agravou a situação das mulheres vítimas de violência doméstica. Como na maioria das vezes o agressor é o companheiro ou ex, para muitas delas, a casa não é um ambiente acolhedor. ...

O Urbanismo Feminista visa romper com os atuais paradigmas que embasaram a construção de um ambiente que salienta a desigualdade. ...

Lenir Nascimento fala um pouco sobre a concepção biológica atrelada ao desenvolvimento infantil. ...

Lenir Nascimento, médica pediatra, fala um pouco sobre a visão contemporânea sobre a infância. ...

Ana Elisa Ribeiro fala um pouco sobre os impactos da pandemia sobre o mercado editorial. ...

A pesquisadora Gilmara Mariosa fala sobre as diferenças entre o Candomblé e a Umbanda. O Candomblé veio da África, trazido ao Brasil por meio dos negros africanos escravizados e a Umbanda uma religião propriamente brasileira. ...

O feminismo decolonial é um movimento que, antes de mais nada, reavalia a perspectiva europeia imposta no mundo. ...

2ª Mostra de Cinema Árabe Feminino apresenta mais de 40 filmes dirigidos por mulheres. Entre os destaques está um longa sobre mulheres determinadas a jogar futebol e ir contra proibição do governo do Sudão. ...

O movimento feminista adotou o Espelho de Vênus como símbolo de sua luta. Ao fazer isso, promoveu nele algumas variações contemporâneas quanto ao seu entendimento, já que originalmente ele foi criado com outro propósito. ...

Em homenagem à diversidade e resiliência da nossa população LGBTQI+ destacamos a entrevista da escritora Natália Borges Polesso às Mulheres de Luta sobre o seu livro "Amora", que reúne histórias sobre relações de afeto entre mulheres lésbicas. ...

Especialmente nas duas últimas décadas, houve um aumento da participação da mulher em setores da sociedade que eram ocupados majoritariamente por homens. No quesito social, identificamos ainda a mulher negra trabalhadora como a mais sujeita ao desemprego, à precarização dos salários, à condições de trabalho insalubres, além da violência tanto no ambiente em que vivem, quanto na vida doméstica. Nesse ...

Constância Lima Duarte, pesquisadora e autora do livro "Imprensa feminina e feminista no Brasil Século XIX", fala sobre a origem, os objetivos e a multiplicidade do Movimento Feminista. ...

Ruth de Souza ficou conhecida como a primeira dama negra do teatro, do cinema e da televisão do Brasil. ...

A emancipação da mulher negra é um processo de autonomia que garante a elas o lugar da decisão. É conseguir fazer essa disputa simbólica e fazer a disputa objetiva. ...

Sobre a Emancipação da Mulher Negra, Marielle Franco reforça: “É garantir que as mulheres negras estejam à frente, fortalecendo, organizando, dando a linha do processo da política já que somos as mais vulneráveis. Acho que isso é uma emancipação.” Marielle Franco No entanto, com a mulher negra na base da pirâmide, e constatando a pouca participação do Estado para reverter ...

Jurema Werneck - diretora da Anistia Internacional no Brasil – fala da eugenia, uma teoria voltada para a “melhoria das espécies” criada há dois séculos atrás. ...

Iemanjá é o nome da yabá mais conhecida no Brasil. É, também, chamada por outros nomes e títulos, como Sereia do Mar, Rainha do Mar, Dandalunda, Princesa de Aiocá. Seu reino é o mar, ela é a dona das águas salgadas dos oceanos. ...

Narcisa Amália foi uma poetisa, escritora e jornalista brasileira. Reconhecida como a primeira mulher a trabalhar como jornalista profissional no Brasil, Narcisa era movida por forte sensibilidade social. ...

A quarentena trouxe implicações diversas para a rotina de adultos, jovens e crianças. Além disso, também tem mudado a relação familiar e até mesmo o desenvolvimento de bebês! Em entrevista para o Mulheres de Luta, Gabi Crenzel fala um pouco sobre esse cenário de isolamento sob a perspectiva da criação de bebês. ...

A trajetória da escravidão no Brasil possui fortes laços com uma Rainha que revolucionou seu tempo. Essa figura se tornou um símbolo nacional feminino de resistência negra enquanto a escravidão imperava sobre esse povo. Ela driblou as ideologias comerciais e políticas ao liderar um Quilombo, estabelecendo as próprias diretrizes de lei e lutou contra seus opositores em prol do propósito ...

A contribuição de Branca Moreira Alves para o movimento feminista no Brasil vai além das obras de sua autoria que discorrem sobre feminismo e as transformações sociais pelas quais o país passou ainda nos anos de chumbo. Sua história de vida está atrelada às pesquisas e trabalhos desenvolvidos na temática de gênero. ...

Em entrevista para o Mulheres de Luta, Jane Santos, professora e pesquisadora na UNIRIO e docente da Educação Básica, fala um pouco sobre o papel do Estado na garantia dos direitos da população. ...

Em 19 de abril de 1940, lideranças indígenas se reuniram no Primeiro Congresso Indigenista Interamericano, no México. Posteriormente, adotaram a data como o Dia do Índio. ...

Poeta com formação em geografia, Marcia Kambeba nasceu em uma aldeia ticuna, onde viveu até os oito anos. Atualmente, Marcia Kambeba escreve poemas, contos, resenhas, ensaios e críticas sobre a luta das mulheres indígenas. ...

Com artigos publicados que transitam entre a política, economia, mobilidade urbana e relação entre Estado e iniciativa privada, a doutoranda e Mestra em Ciência Política, Daniela Costanzo, vem atuando há anos além das pesquisas acadêmicas, contribuindo diretamente como professora em cursos de métodos e técnicas de pesquisa no Cebrap (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento). ...

No dia 6 de abril estreia no Fashion TV o documentário MODA SEM MEDIDA, que retrata o universo da moda plus size no Brasil. ...

Nanã Barukê, a senhora da sabedoria, é a mais velha entre as orixás femininas. Seus cultos e celebrações são ancestrais, advém do período neolítico, antes da invenção da escrita e da descoberta do ferro. É a iabá das águas calmas. ...

Yabá, cujo significado é Mãe Rainha, é o nome utilizado para se referir às Orixás femininas, que também podem ser chamadas de aiabás, Iyagbas, Iabás, Iyabás ou Aiabás. São elas: Oxum, Iemanjá, Iansã (Oyá), Nanã, Obá e Ewá (Yewá). ...

Sororidade surge em oposição à ideia de que nós mulheres somos rivais. A sororidade se empenha em estimular a união entre as mulheres. O feminismo fala muito sobre sororidade, especialmente sobre seu aspecto ético e político. ...

O arroz é tão presente na vida do brasileiro, que a combinação “arroz com feijão” já se tornou expressão cotidiana para indicar o que é de base, o sustento e a boa liga. A origem desse alimento pode ser traçada até antes da chegada dos portugueses ao Brasil, e direcionada a países os quais muitas pessoas não imaginavam relação direta.“Uma vez ...

Nascida e criada no Morro da Maré. Mulher, mãe, negra, homossexual e antes de tudo mulher da favela. Continuou morando na Maré durante toda a sua vida. Começou a trabalhar aos 11 anos de idade. Trabalhava um período para pagar sua escola, e estudava no outro. Para sua família, a educação ocupava um lugar de importância, um lugar que possibilitava ...

Ana Maria Portinho Magalhães é uma atriz, diretora, produtora e roteirista brasileira de grande renome. ...

Descobertas arqueológicas recentes apontam que haviam mulheres guerreiras na região da Cita, e que os gregos tiveram contato com elas. É possível que essa relação tenha impactado no imaginário dos gregos e inspirado na criação do mito das amazonas. Mas, embora no imaginário dos gregos essas mulheres fossem representadas como figuras heróicas, confiantes e corajosas, as mulheres gregas não eram ...

As yabás ou iabás são as deusas africanas, as orixás mulheres. Por que elas são tão interessantes para mim e minha pesquisa? Cada uma tem uma trajetória, um perfil que vai diretamente contra ao que temos na nossa sociedade hoje! ...

A professora Ana Beatriz Maia Neves, mestre em sociologia e professora da Rede Estadual de ensino do Rio de Janeiro faz uma crítica à Base Nacional Comum Curricular. ...

A professora Ana Beatriz Maia Neves, mestre em sociologia e professora da Rede Estadual de ensino do Rio de Janeiro fala sobre o papel do audiovisual na educação. ...

A professora Ana Beatriz Maia Neves, mestre em sociologia e professora da Rede Estadual de ensino do Rio de Janeiro conversou com o "Mulheres de Luta" sobre a utilização do audiovisual em suas aulas. ...

Tatiane Leal é Doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ, jornalista, professora e pesquisadora em gênero, feminismo e mídia. ...

A Autoria C e a Escola de Séries realizará entre 07 e 15 de dezembro o Workshop Internacional de Séries 2020, e o Mulheres de Luta irá sortear uma bolsa para você participar do evento. ...

Teresa de Bengela foi uma importante líder quilombola do século XVIII, comandando o Quilombo de Quariterê por duas décadas. Ela é uma mulher negra símbolo da luta contra o sistema escravista colonial, e cada vez mais vem sendo reconhecida por seus feitos. ...

Tia Ciata foi uma famosa e respeitada mãe de santo e “tia baiana” do começo do século XX. Nascida em Salvador, mudou-se para o Rio de Janeiro, sendo considerada a responsável pela expansão da cultura do samba pelo Brasil. ...

Heloísa Pires Lima fala um pouco sobre a relação entre produção literária e lucro. ...

Dolores Prades fala um pouco sobre Literatura e pandemia, compartilhando ideias sobre o cenário atual. ...

“Definir algo que ainda está em processo de constituição é complexo! É preciso recorrer a outras literaturas para entender a literatura digital!” Literatura digital é um termo que se refere a obras literárias pensadas especialmente para dispositivos digitais, isto é, cuja intenção não é a publicação em papel. Esse tipo de literatura vale-se de ferramentas próprias das novas tecnologias, como ...

“Houve uma retração no mercado de literatura digital porque não é um produto de massa, ele é desfrutado individualmente. Além disso, não é barato!” Em entrevista para o Mulheres de Luta, Giselly Lima explica um pouco sobre o mercado de literatura digital hoje. Ela conta que, apesar de parecer que o digital se tornaria uma tendência também nesse mercado, o ...

Giselly Lima explica um pouco sobre o mercado de literatura digital hoje. ...

Jane Santos é professora na UNIRIO e realiza pesquisa nas áreas de Sociologia Urbana, História, Educação, Política Educacional e Violência Urbana. ...

Lourence Cristine fala sobre saberes e práticas ancestrais empregados na cozinha de santo. ...

Lourence Cristine fala um pouco sobre esse conceito e como ele está relacionado à cultura africana. ...

A comida preparada para rituais nas religiões afro-brasileiras tem toda uma complexidade e relação com cada orixá. Lourence Cristine explica um pouco sobre saberes e práticas ancestrais empregados na cozinha de santo. ...

Giselly Lima fala um pouco sobre a literatura e sua relação com as imagens. ...

Giselly Lima fala um pouco sobre a aproximação entre a Literatura e os jogos digitais. ...

“Uma grande editora tem dois poderes importantes: distribuir o livro, que é um processo caro no país; e divulgar de forma ampla!” Ana Elisa Ribeiro Em entrevista para o Mulheres de Luta, a pesquisadora e professora Ana Elisa Ribeiro fala um pouco sobre o mercado editorial brasileiro. Ana destaca que, de forma geral, o mercado editorial brasileiro se assemelha ao ...

“Do ponto de vista do leitor a discussão livro digital x livro impresso não é uma disputa, é uma conciliação dentro das práticas de leitura!” Ana Elisa Ribeiro Em entrevista para o Mulheres de Luta, a pesquisadora e professora Ana Elisa Ribeiro reflete um pouco sobre a questão dos livros digitais x impressos hoje. Conforme ela destaca, a discussão de ...

“Eu nem vou falar da Literatura propriamente, a leitura e a escrita de várias coisas por si só são empoderadoras no sentido de que você descobre que pode aprender sozinho.” Ana Elisa Ribeiro Em entrevista para o Mulheres de Luta, a pesquisadora e professora Ana Elisa Ribeiro fala um pouco sobre letramento infantil. Ela explica que a relação de poder ...

“As editoras de nicho são aquelas que publicam obras de temas específicos, normalmente algo invisibilizado pela sociedade, como temas LBTQI+, literatura afro e outras!” Ana Elisa Ribeiro Em entrevista para o Mulheres de Luta, a pesquisadora e professora Ana Elisa Ribeiro conta um pouco sobre o que são e como funcionam as editoras de nicho. Ana conta que essas editoras ...

“Tem uma quantidade imensa de produção de livros muito bons no Brasil que não vão chegar aos clubes.” Ana Elisa Ribeiro Em entrevista para o Mulheres de Luta, a pesquisadora e professora Ana Elisa Ribeiro conta um pouco sobre a formação dos clubes de livro no país e como funcionam hoje. Ana conta que esses clubes direcionam a distribuição de ...

A literatura digital está muito próxima das crianças e jovens da nova geração, uma vez que já crescem em contato com o contexto digital e os aparelhos eletrônicos. ...

Lu Ain-Zaila nasceu em Nova Iguaçu, município da baixada fluminense do Rio de Janeiro. Formada em pedagogia pela UFRJ, Lu passa a se dedicar à atividade da escrita em 2015, quando na Bienal do Livro daquele ano percebeu que não haviam obras que trouxessem o protagonismo negro, com as quais ela e outras tantas pessoas do Brasil pudessem se identificar. ...

Cada escritora possui uma vivência e visão sobre a vida, além de interagir em diferentes círculos de amizade e família. Por isso, o processo e a inspiração para criar um personagem são individuais. ...

Adriana Friedmann é uma antropóloga que leva muito à sério o brincar. É autora de diversos livro sobre a infância. ...

Lucia Murat é uma reconhecida cineasta brasileira. Seus premiados longas-metragens trazem a temática da ditadura e seu ponto de vista como presa política. ...

Marielle Franco foi uma socióloga, vereadora e ativista dos direitos humanos. Executada em março de 2018, tornou-se símbolo da luta pelos direitos humanos e pelo fim da impunidade. ...

Dona Ionete, cantora e compositora paraense, tornou-se reconhecida aos 72 anos por trazer em suas composições os ritmos tradicionais de sua região. Sempre atuando com educação, música e cultura, teve sua trajetória narrada em um episódio da série “O Milagre de Santa Luzia", de 2014. ...

Adriana Friedmann explica que o aprendizado na infância ocorre principalmente por exemplo e imitação. ...

Kátia Coelho, uma mulher com extensa carreira no cinema, é atuante desde 1983. Iniciou no mundo do cinema como assistente de câmera e primeira assistente em cerca de dezenove filmes. Porém, destacou-se atuando como diretora de fotografia. Considerada a primeira mulher a ser diretora de fotografia em um longa-metragem brasileiro, Kátia Coelho acumula mais de trinta prêmios entre festivais nacionais ...

Lenir Nascimento fala um pouco sobre a tecnologia e sua influência no letramento infantil. ...

Lenir Nascimento, médica pediatra, fala um pouco sobre a como a experiência pode afetar a saúde e desenvolvimento da criança. ...

Diversas escritoras que compartilharam seus olhares na série Literatura, Substantivo Feminino, acentuando a construção histórica em torno do feminino. ...

A literatura exercita nossa imaginação e amplia nossas perspectivas, capacitando-nos a construir a nossa realidade. ...

Giselly Lima fala um pouco sobre a problemática da formação do leitor no Brasil. ...

A carioca Lilian Fontes é escritora, biógrafa, arquiteta e doutora em Comunicação e Cultura. ...

Você já parou para pensar na relação entre maternidade e mercado de trabalho? ...

Você já parou para pensar por que há uma disparidade entre o salário de homens e mulheres e entre mulheres e mães? ...

Cristiane Sobral nasceu na zona oeste do Rio de Janeiro, no bairro Coqueiros, em 1974 e hoje mora em Brasília. ...

Stella Maris Rezende é escritora, atriz, desenhista, cantora e mestre em literatura brasileira. ...

Rosália Duarte explica o papel dos jogos educativos na alfabetização infantil. ...

Buscando trazer visibilidade às desigualdades de gênero e seus efeitos sobre meninas no mundo todo, desde 2012 a Organização das Nações Unidas comemora o Dia Internacional da Menina, em 11 de outubro. ...

Giselly Lima fala um pouco sobre o trabalho com a Literatura na escola. ...

Jane Santos, professora na UNIRIO, fala um pouco sobre os desafios da educação na pandemia. ...

Beatriz Bracher é escritora e roteirista brasileira. Filha de Fernão Bracher, fundador do Itaú, é uma das herdeiras da empresa. ...

Escritora e tradutora de origem chilena, Carola Saavedra chegou ao Brasil com a família aos três anos de idade. ...

Giselly Lima fala um pouco sobre o papel da literatura na vida das pessoas, em especial das crianças. ...

Rosália Duarte fala sobre o uso de tecnologias digitais na escola. ...

Marta de Senna lê um trecho de um dos mais importantes livros de Machado: Dom Casmurro. ...

Marta de Senna, pesquisadora e especialista em Machado de Assis, fala um pouco sobre essa representação feminina na obra Machadiana. ...

Lenir Nascimento destaca o fato de as escolas usarem a música como artifício para comunicação com a criança. ...

Regiane Wochle fala sobre a responsabilidade do Estado de garantir a segurança alimentar de sua população. ...

Regiane Wochler fala sobre como a pandemia significou necessariamente uma interrupção nas cadeias de distribuição de produtos, uma interrupção na rede de produção e isso, obviamente, teve um impacto de custos. ...

Regiane Wochler fala sobre como a pandemia deixou, de maneira bastante clara, o quão desigual é o Brasil. ...

Partindo dos motivos e consequências da alta do arroz, Lourence Cristine Alves propõe um olhar sistêmico sobre a alimentação. ...

Heloísa Pires Lima é escritora, editora, educadora e pesquisadora nas áreas de História e Antropologia. ...

Lourence Cristine Alves conta sobre a chegada do arroz ao Brasil e a influência negra nesse trajeto. ...

Liv Sovik explica que a descrição da figura de Chica da Silva evidencia uma contradição da identidade comum à sociedade brasileira: a do valor da mulher negra, que ao mesmo tempo é rebaixada pelo contexto racista e escravista. ...

Gilda Abreu foi uma das primeiras diretoras do Brasil. Natural de Paris, ela se mudou para o Rio de Janeiro com apenas 4 anos. ...

A pesquisadora Romilda de Souza Lima apresenta um panorama da rizicultura no Brasil, explica as causas do aumento do arroz e opina sobre como o Estado deveria atuar. ...

A pesquisadora Romilda de Souza Lima fala sobre a importância do arroz no prato dos brasileiros e o que significaria fazer uma troca pelo macarrão, simbolicamente. ...

Fátima Bernardes é Jornalista e apresentadora de TV pela Rede Globo, da qual conta com premiada e extensa carreira pelo jornalismo brasileiro. Sua atuação profissional é celebrada como uma das melhores jornalistas brasileiras, tendo participado de importantes eventos para o jornalismo nacional. ...

Rosália Duarte fala um pouco sobre a interação das crianças com os conteúdos audiovisuais – uma tendência no mundo contemporâneo. ...

Gabriela Lotta, pesquisadora da Fundação Getúlio Vargas, fala sobre as indefinições envolvendo a Reforma Administrativa proposta pelo governo. ...

“O grande problema desta Reforma é que foi feita para parte da burocracia pública, ou seja, não atinge o Judiciário, o Legislativo e os Militares!” Em entrevista para o Mulheres de Luta, Gabriela Lotta, pesquisadora da Fundação Getúlio Vargas, fala um pouco sobre a abrangência da Reforma e em que medida é positiva ou não. Conforme destaca, a Reforma Administrativa, ...

Gabriela Lotta, pesquisadora da FGV, fala um pouco sobre as desigualdades no funcionalismo público e em que medida isso afeta as políticas do país. ...

Adélia Sampaio, cineasta que se tornou conhecida por ser a primeira mulher negra a dirigir um longa-metragem no Brasil, trabalhou em diversas produções e é também diretora de diversos curtas, sendo expoente do cinema combativo e de crítica social. ...

Você sabia que a série Septo, roteirizada e protagonizada por Alice, foi o primeiro projeto potiguar a ganhar destaque em Hollywood? ...

Jovem ilustradora argentina, Anabella Lopez reside hoje no Brasil e vem fazendo história com a ilustração de livros infanto juvenis. ...

Gabriela Lotta, Pesquisadora da FGV, fala um pouco sobre os desafios do Estado Brasileiro, para além da questão da Reforma Administrativa. ...

Para Daniela Costanzo, a Reforma Administrativa proposta pelo governo acentua as desigualdades e não garante a qualidade do serviço público. ...

O feminismo decolonial vem para isso: debater essas questões inerentes à América Latina Em vídeo entrevista concedida ao Mulheres de Luta, Rebecca de Souza, ativista dos Direitos Humanos, explica um pouco do que é o Feminismo Decolonial. Essa vertente, que surgiu como uma demanda de mulheres indígenas norte americanas, veio para ampliar o debate sobre a figura feminina – principalmente ...

O Mulherio foi uma conjunção de mulheres fazendo um jornalismo de oposição O Mulherio foi um jornal alternativo feminista, publicado entre 1981 e 1989, durante o contexto de abertura política no Brasil. Idealizado por pesquisadoras da Fundação Carlos Chagas, tinha como objetivo apresentar um boletim de conexão entre grupos de pesquisa sobre mulheres. À frente do projeto, atuavam as pesquisadoras ...

Você já parou para pensar na relação entre maternidade e mercado de trabalho? Sabe-se que, mesmo em 2020, a maternidade continua sendo uma imposição social. A modernidade do século XXI não colocou fim a todos os olhares tortos que a mulher recebe quando não deseja ser mãe e por isso, algumas mulheres dão esse passo para satisfazer uma expectativa que ...

Michelle Bachelet foi a primeira mulher eleita para o cargo de Presidenta da República, no Chile. Sua marcante história de vida, cercada de violência, injustiça, mas também de muita bravura e persistência, tornam a carreira de Michelle Bachelet emblemática e inspiradora. ...

Malu Mader é atriz e diretora brasileira, que marcou o cenário artístico brasileiro com belos e numerosos trabalhos, seja pelo teatro, televisão e cinema. Sua atuação revelou um talento ímpar, que marcou gerações e registrou, com louvor, essa incrível carreira artística. ...

Leci Brandão é compositora e intérprete de samba, além de exercer a função de Deputada Federal pelo Estado e São Paulo, desde 2010. Sua carreira artística e política é dedicada a evidenciar a luta pela igualdade social e racial, destacando-a com genialidade e poder feminino. ...

Leandra Leal, atriz, produtora e diretora brasileira, atuou em grandes obras teatrais, televisivas e cinematográficas com grande sucesso e profissionalismo. Mulher de luta, artista e referência de brilhante exercício para o cinema feminino brasileiro. ...

Gal Costa é uma das maiores cantoras e compositoras da Música Popular Brasileira, sendo reconhecida como uma das vozes mais belas e influentes do Brasil. Em mais de 50 anos de carreira musical, a artista nos presenteia com uma brilhante obra musical, eternizada em sua voz marcante. ...

Consagrada como pioneira da música pop no Brasil, Fernanda Abreu registrou a cadeia musical brasileira com ousadia, criatividade e muito êxito. Sua carreira de cantora e compositora foi marcada pelo lançamento de grandes sucessos e ilustres parcerias, que influencia gerações de artistas ...

Maria Valéria Rezende, a destemida freira/escritora que deu a volta ao mundo quatro vezes motivada por suas missões. Nascida e criada em Santos até os 18 anos, Maria Valéria Rezende vive desde então na Paraíba, tendo recebido inclusive o título de cidadã paraibana. Uma das primeiras lembranças que vem à sua memória eram os encontros entre escritores, promovidos pelo seu ...

Nascida na Eritreia, uma colônia da Itália, Marina Colasanti passou parte da sua infância na Líbia e na Itália.Como consequência da situação difícil enfrentada na Europa ao fim da 2ª Guerra Mundial, Marina Colasanti e sua família vieram fixar morada no Brasil.A família de Marina Colasanti é omposta essencialmente por artistas, sendo o seu pai Manfredo Colasanti, escritor e crítico ...

Nélida Pinon, a jornalista, romancista, contista e professora carioca, que foi a primeira mulher a ocupar uma cadeira na Academia Brasileira de Letras, que aconteceu justamente no ano do centenário da instituição. O nome de Nélida Pinon é anagrama do prenome do seu avô Daniel Cuiñas.Os pais da escritora a incentivaram desde criança a criar o hábito da leitura, a ...

Intelectual e escritora brasileira, Luciana Hidalgo é autora de diversos livros de sucesso. Ela, inclusive, foi vencedora de dois prêmios Jabuti – um na categoria reportagem e outro na crítica literária. ...

Marta Senna é uma intelectual e pesquisadora brasileira da área de Literatura. Formou-se mestre na UFRJ e doutora na King’s College, em Londres. ...

eloísa Buarque de Hollanda compartilhou sua história e narrou episódios do início dessa trajetória com o Mulheres de Luta, seus olhares, e os cenários nos quais aflorou as inquietações e as atuações da feminista. ...

Natalia Borges Polesso é pesquisadora, escritora e tradutora. ...

Ana Maria Machado fez história como autora e jornalista no Brasil. Iniciou sua trajetória como escritora produzindo histórias infantis para a revista Recreio. ...

Nascida em Belo Horizonte, Conceição Evaristo mudou-se ainda nova para o Rio de Janeiro, onde se formou em Letras e lecionou em colégios da capital. Por ser de uma família muito pobre, Conceição Evaristo foi morar ainda menina, com uma tia. Foi por isso, que teve a oportunidade de estudar, diferentemente dos irmãos. Assim como a mãe e a tia, ...

Importante figura feminina no jornalismo, Adélia Borges alcançou grande prestígio na impressa por seu trabalho em grandes veículos de comunicação, como Estado de São Paulo e TV Cultura. Sua importante contribuição com pautas relacionadas ao feminismo abriu portas para debates mais profundos e mudanças na perspectiva social. ...

Jurema Werneck é um nome forte de resistência e superação no Brasil. Nascida no Rio de Janeiro, ela veio de uma realidade muito humilde e difícil – chegou inclusive a depender de doações para sobreviver na infância. ...

MC Dall Farra considera que seu encontro com a poesia teve grande influência do irmão, que era apreciador de um estilo musical específico, o rap. A partir dali, MC Dall Farra passou a ouvir este estilo musical que ela mesma definiu como uma “poesia falada”. Foi assim que começou a expor, através da escrita, sentimentos até então reprimidos, como a ...

Carla Rodrigues (IFCS/UFRJ) afirma que só interessa ao inimigo nos colocar como uma grupo homogêneo que nós nunca pretendemos ser. Para a filósofa, a potência do movimento feminista é justamente mostrar que a política é feita de heterogeneidades. E, das diferenças, emergem oportunidades de trabalhar os temas a partir de propostas, revisões dessas propostas e conflitos. ...

Confira o vídeo da II Marcha das Mulheres Negras, produzido em 2016, no Rio de Janeiro. O evento ocorreu em comemoração ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, criado em 1992, durante um encontro de mulheres negras em Santo Domingos, na República Dominicana, com o objetivo de convocar a Organização das Nações Unidas (ONU) a assumir a luta ...

Carla Camurati é uma artista brasileira de múltiplas facetas! Depois de longos anos de sucesso como atriz no cinema e na televisão, ela também investiu e se destacou como diretora, produtora e roteirista. ...

Atriz e diretora nascida em Salvador, na Bahia, Helena Ignez ganhou grande notoriedade em sua carreira no movimento conhecido como Cinema Marginal. ...

Adalzira Bittencourt era advogada e escritora. Ficou conhecida especialmente por defender temas do interesse das mulheres em relação a seus direitos na sociedade. ...

Mulher intelectual e engajada com política, Rose Marie Muraro teve grande destaque como escritora e editora de livros no Rio de Janeiro. Durante sua vida, escreveu mais de 40 obras e editorou outras mais de 1600! Suas ideias, que se voltavam fortemente para o feminismo, revolucionaram a produção intelectual e o mercado editorial da época. ...

Pagu foi uma artista brasileira de gênio indomável, fervorosa ativista e defensora de seus ideais! ...

Estudar as relações de gênero, economia feministas, sexualidade e saúde e direitos sexuais e reprodutivos faz parte da vida acadêmica de Lorena Lima de Moraes, doutora em ciências sociais e professora adjunta da UFRPE (Universidade Federal Rural de Pernambuco),  Unidade Acadêmica de Serra Talhada. Suas linhas de pesquisa se concentram nas mulheres rurais e interioranas, evidenciando os aspectos das realidades ...

Especialista em Ciências de Saúde e Antropologia, Denise Nacif Pimenta mescla sua vasta pesquisa sobre as doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti e o enfrentamento às epidemias brasileiras com práticas educativas tecnológicas e saúde pública. Suas linhas de estudo se completam no que tange o bem-estar da população do Brasil. Junto com demais pesquisadores, vem incansavelmente avaliando as dimensões do impacto ...

Atuando há 24 anos como Promotora de Justiça no MP-MS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul), Ana Lara Camargo de Campos ingressou no serviço público em 1997 e, desde então, vem desenvolvendo trabalhos variados em prol da população, em especial no recorte de gênero, chamando a atenção para as variadas formas em que as mulheres estão expostas ...

Educadora, escritora e poetisa, Nísia Floresta foi uma importante personalidade de seu tempo. Sua cidade natal, Papari, no Rio Grande do Norte, agora leva seu nome. ...

Lia Torá foi uma importante precursora do cinema nacional: primeira brasileira a filmar em Hollywood, fundou uma companhia cinematográfica nos Estados Unidos e escreveu roteiros de filmes aclamados. ...

Esquecida na história, Cleo de Verberena foi uma das mulheres mais importantes do cinema brasileiro. ...

Helena Solberg é uma produtora, diretora e roteirista de documentários. Atuou não só no Brasil, como nos Estados Unidos. ...

Carla Civelli foi uma das primeiras cineastas do Brasil. Em sua carreira, atuou como repórter e cinegrafista durante a II Guerra Mundial. ...

A intensidade e paixão fazem parte de quem tem o dom de trabalhar com a sétima arte. Lucy Barreta é exemplo disso! Produtora brasileira, desde muito cedo esteve familiarizada com a arte e principalmente com o cinema brasileiro. ...

Filha de Adhemar Gonzaga, fundador da prestigiosa Cinédia, Alice Gonzaga é uma importante arquivista brasileira. ...

Lelita Rosa foi uma atriz de talento e personalidade forte, e por isso causou grandes polêmicas no cinema em sua época. ...

Darlene Glória iniciou sua carreira artística como cantora em uma rádio no final da década de 1950. Em 1973, em Os homens que eu tive, dirigido por Teresa Trautman, deu vida a protagonista Pity, um marco no cinema brasileiro. ...

Carmen Violeta foi uma importante atriz do cinema brasileiro. ...

Ercília Nogueira foi uma escritora brasileira polêmica do século XX. ...

Rachel de Queiroz foi uma tradutora, romancista, escritora, jornalista e importante dramaturga brasileira. ...

Cronista, romancista e jornalista brasileira, Maria Benedita Bormann foi uma figura importante na literatura do Brasil. ...

Albertina Bertha foi uma escritora brasileira do século XIX. Em seus textos para a imprensa, sua visão feminista a destaca, denotando um pensamento bem à frente de seu tempo. ...

Didi Viana foi atriz e musa da produtora Cinédia. Revelou tendências artísticas desde muito nova, vindo a estrear no grêmio artístico de sua cidade, sob a direção de seu pai. ...

Ju Romano é uma blogueira e influenciadora brasileira que trata de temas como autoaceitação, corpo gordo e importância da representatividade. ...

Gilka Machado foi uma importante poeta brasileira dos séculos XIX e XX. ...

Eva Nill, nome artístico de Eva Comello, foi uma atriz de grande prestígio no cinema mudo brasileiro. ...

Você sabia que Eliane Macedo recebeu o prêmio de melhor atriz com o filme A Outra Face do Homem? ...

Meimei Bastos é uma poeta e ativista social brasileira. Atua promovendo saraus, cineclubes, oficinas de escrita e debates. ...

Luciana Hidalgo apresenta o livro Rio-Paris-Rio, que narra o encontro de um casal em Paris no início de 1968. ...

Evento de celebração dos 80 anos da imortal Nélida Piñon, realizado na Fundação Casa de Rui Barbosa, em 2017. ...

Jurema enfrentou a pobreza, a morte precoce da mãe e o preconceito contra sua cor, origem e orientação sexual para chegar aonde chegou – e ela foi muito longe. Formada em medicina, com mestrado em engenharia de produção e doutorado em comunicação e cultura, Jurema é hoje a brasileira negra a ocupar o mais importante cargo da Anistia Internacional no ...

Jurema Werneck, diretora executiva da Anistia Internacional no Brasil, fala sobre a mulher na academia. O Mulheres de Luta é um projeto da Lascene Produções que surgiu com o objetivo de promover o protagonismo feminino através das artes. Neste canal, vídeos curtos com mulheres inspiradoras falando sobre suas experiências pessoais, profissionais e objetos de estudo são lançados semanalmente com o ...

Jurema Werneck – diretora da Anistia Internacional no Brasil – fala de um assunto essencial no mundo contemporâneo: a relação crítica da luta das mulheres negras com o feminismo. Contextualizando uma luta ancestral em seus atritos e acordos com a segunda onda do feminismo, Jurema contrasta o modo como mulheres negras e mulheres brancas burguesas pautaram a luta por direitos. ...

Jurema Werneck – diretora da Anistia Internacional no Brasil – que nesse episódio do Mulheres de Luta fala dos desafios das mulheres negras no SUS. As estatísticas mostram que mulheres e crianças negras morrem mais em situações de parto e maternidade. Esse dado não tem outra explicação senão a do papel do racismo nas diversas facetas da violência hospitalar, desde ...

Jurema Werneck reflete a respeito das conquistas e desafios da mulher negra no cenário brasileiro atual. A militante, médica e dona do cargo mais importante da Anistia Internacional no Brasil, fala do desejo por respeito – nas mais variadas formas – como no acesso aos direitos humanos e nas representações midiáticas que se faz da mulher negra. Alguns dos temas ...

Jurema Werneck – diretora da Anistia Internacional no Brasil – fala dos efeitos do patriarcado e do racismo na desigualdade de renda que alimenta a pobreza localizada. Enquanto o homem branco permanece no lugar privilegiado do mercado de trabalho, as mulheres negras trabalham mais e recebem menos, enfrentando desafios para serem reconhecidas e respeitadas em suas funções. Jurema cita a ...

Anita Canavarro fala sobre o processo de negação e invisibilidade da população negra, além de destacar a importância da representatividade. ...

O documentário Carolina conta a trajetória da escritora que virou sucesso nos anos 60 e, desde então, inspira escritores e artistas como Ruth de Souza, Zezé Motta e Conceição Evaristo. ...

A série A mulher e o mercado de trabalho aborda os temas: Divisão Sexual do Trabalho, Conhecimento e Liderança, Perspectiva Interseccional, Imposto Materno e Mulheres Poderosas. ...