Eugenia

Jurema Werneck – diretora da Anistia Internacional no Brasil – fala da eugenia, uma teoria voltada para a “melhoria das espécies” criada há dois séculos atrás. A história da eugenia remete as técnicas de controle da reprodução que buscavam erradicar a reprodução de humanos ditos “inferiores”, categoria que aplacava qualquer pessoa que não se classificasse no padrão branco, europeu. Desde o nazismo até o passado recente brasileiro, a eugenia ocasionou a esterilização forçada de centenas de mulheres negras, pobres e indígenas.