O nome do pai, o documentário

O telefilme documental “O Nome do Pai”, que retrata o drama dos pelo menos cinco milhões de cidadãos brasileiros cujo registro civil não inclui a paternidade, está disponível no Now. Também pode ser assistido no canal CinebrasilTV – Consulte aqui os horários!

Para abordar o descrédito na palavra da mulher, que, até hoje, não pode apenas identificar o pai biológico para que seu nome seja incluído na certidão de nascimento de uma criança, o filme traz o depoimento das juízas Andréa Pachá, Vanessa Cavalieri e Raquel Chrispino; de pesquisadores; de mães que precisaram recorrer à Justiça para registrar seus filhos e de homens e mulheres que não têm o nome do pai nos documentos. Traz ainda o depoimento da deputada Erika Kokay, autora de projeto de inversão do ônus da prova.

O filme também mostra as mudanças na lei, que passaram a permitir, por exemplo, que a mãe faça o registro civil sozinha, no cartório. Até 2015, apenas o homem podia solicitar a certidão de nascimento de um bebê. Além disso, o documentário apresenta   informações sobre como é esse processo em outros países e sobre o que a lei exige para que uma mulher consiga, no Brasil, que o pai biológico seja identificado na documentação do filho.

“O Nome do Pai” explicita como a questão da paternidade responsável — ou da falta dela — se reflete no primeiro ato civil da vida de uma criança: a elaboração da certidão de nascimento, com a identificação dos responsáveis biológicos. As consequências dessa omissão são relatadas pelos brasileiros e brasileiras que, até hoje convivem com a dor de, aos olhos da lei, não terem um pai.

A obra é um telefilme de Sonia Rodrigues com direção de Vanessa Souza e colaboração de roteiro de Julia Rodrigues Mota e Leticia Helena.

Galeria de Imagens: