Júlia Lopes de Almeida foi uma escritora, cronista, teatróloga e abolicionista brasileira. Sua atuação teve grande importância, dentre outros fatores, pela idealização da Academia Brasileira de Letras. ...

Maria Firmina dos Reis foi a primeira romancista do Brasil, o que a consagrou na história da literatura brasileira. Seu livro Úrsula fala de amor e ódio, de escravidão e liberdade, através da história de amor de Úrsula e Tancredo. ...

A cineasta Tata Amaral fala sobre as personagens mulheres de seus filmes, destacando a abordagem de arquétipos femininos, estágios da vida e de outros olhares ou procedimentos audiovisuais com atenção no feminino e no reconhecimento da autoria feminina no cinema. ...

As pesquisas de Johanna Döbereiner foram fundamentais para que o Brasil desenvolvesse o Programa Nacional do Álcool e se tornasse o segundo produtor mundial de soja, além de proporcionar que milhares de pessoas pudessem consumir alimentos mais baratos e saudáveis. Suas contribuições lhe renderam uma indicação ao Prêmio Nobel de 1997. ...

A primeira mulher a integrar uma Ala de Compositores de Escola de Samba foi Ivone Lara, estando a frente da Império Serrano. Ela assina o samba-enredo considerado como um dos melhores de todos os tempos, Os Cinco Bailes da História do Rio. ...

Ana Maria Gonçalves nasceu em Ibiá, interior de MG, e foi lá que, ainda criança, começou a manifestar seu interesse pela literatura. Saiba mais sobre a autora do livro "Um defeito de cor", considerado por Millôr Fernandes como o melhor livro do século XXI e obra vencedora do Prêmio Casa de las Américas na categoria literatura brasileira. ...

Sônia Braga é uma atriz paranaense, naturalizada americana. Com uma vasta carreira, Sônia Braga iniciou sua trajetória artística ainda adolescente. Entre o período de 1976 e 81, atua em três grandes produções brasileiras: Dona Flor e Seus Dois Maridos, A Dama do Lotação e Eu te amo, sendo protagonista da telenovela Gabriela. ...

Com Os homens que eu tive, Trautman tornou-se a primeira diretora de cinema a filmar a partir de um ponto de vista estritamente feminino abordando a liberação do corpo da mulher. O potencial subversivo só foi identificado pela cineasta quando o filme já  estava pronto. ...

Maria Quitéria é considerada a heroína da Independência brasileira e a primeira mulher a lutar no Exército, exemplo do engajamento feminino na luta histórica. ...

Nascida em 1915, Virgínia Bicudo foi uma psicanalista e socióloga paulista. Filha de uma imigrante italiana e neta de escrava, Bicudo entrou para a história ao fundar o Grupo Psicanalista de São Paulo, além de ter publicado o primeiro projeto de pós-graduação brasileira sobre relações sócio raciais no país. ...

A United States Mint começou a produção das moedas do American Women Quarters Program nesta segunda-feira, 10/01/2022. As moedas de 25 centavos serão produzidas com a imagem de notáveis mulheres americanas. Neste trimestre a homenageada é a artista e escritora Maya Angelou, a primeira mulher negra a ser destaque em uma moeda americana. ...

Fernanda Young foi uma mulher singular e múltipla. Singular em suas particularidades, em sua originalidade. Múltipla, por explorar muitos de seus talentos e vocações: escritora, autora, desenhista, roteirista, jornalista, poeta, apresentadora, diretora e atriz. ...

Clara Nunes foi uma renomada cantora, compositora e pesquisadora da música brasileira. Famosa por suas canções que exaltavam a cultura mestiça brasileira e sua voz que emocionava, Clara fez grande sucesso nacional e internacional. Recentemente, a cantora teve sua trajetória recontada através de suas entrevistas e encontros musicais, no documentário “Clara Estrela” (2018). ...

Clementina de Jesus, reconhecida sambista e cantora fluminense, foi descoberta tardiamente aos 63 anos. Representante do elo cultural entre Brasil e África, Clementina gravou vários discos que mesclam religiosidade e tradição negra. Recentemente a sambista teve sua trajetória revisitada no documentário Clementina, de 2019. ...

Diversas escritoras que compartilharam seus olhares na série Literatura, Substantivo Feminino, acentuando a construção histórica em torno do feminino. ...

O feminismo decolonial vem para isso: debater essas questões inerentes à América Latina Em vídeo entrevista concedida ao Mulheres de Luta, Rebecca de Souza, ativista dos Direitos Humanos, explica um pouco do que é o Feminismo Decolonial. Essa vertente, que surgiu como uma demanda de mulheres indígenas norte americanas, veio para ampliar o debate sobre a figura feminina – principalmente ...

Malu Mader é atriz e diretora brasileira, que marcou o cenário artístico brasileiro com belos e numerosos trabalhos, seja pelo teatro, televisão e cinema. Sua atuação revelou um talento ímpar, que marcou gerações e registrou, com louvor, essa incrível carreira artística. ...

Leandra Leal, atriz, produtora e diretora brasileira, atuou em grandes obras teatrais, televisivas e cinematográficas com grande sucesso e profissionalismo. Mulher de luta, artista e referência de brilhante exercício para o cinema feminino brasileiro. ...

Leci Brandão é compositora e intérprete de samba, além de exercer a função de Deputada Federal pelo Estado e São Paulo, desde 2010. Sua carreira artística e política é dedicada a evidenciar a luta pela igualdade social e racial, destacando-a com genialidade e poder feminino. ...

Gal Costa é uma das maiores cantoras e compositoras da Música Popular Brasileira, sendo reconhecida como uma das vozes mais belas e influentes do Brasil. Em mais de 50 anos de carreira musical, a artista nos presenteia com uma brilhante obra musical, eternizada em sua voz marcante. ...